Atlas da Irrigação mostra o uso da água na agricultura brasileira

O maior uso da água no Brasil e no mundo é feito pela agricultura irrigada. A irrigação gera riqueza para o país, ajuda a produzir alimentos para a população e está presente em atividades cotidianas. Para entender a dimensão deste consumo foi criado o Atlas Irrigação, um estudo da Agência Nacional de Águas (ANA) que consolida resultados próprios e de várias parcerias, apresentando informações inéditas sobre a agricultura irrigada no país. O objetivo da iniciativa é oferecer uma nova base técnica, com informações relevantes sobre a agricultura irrigada brasileira na sua interface com os recursos hídricos, subsidiando tomadas de decisão com vistas à segurança hídrica e à garantia dos usos múltiplos deste recurso.

O estudo apresenta um panorama histórico da irrigação no Brasil, trazendo também estimativas do uso da água para 2030, considerando as projeções de área irrigada pelas tipologias de irrigação. Além do uso anual das águas, o Atlas da Irrigação estimou as demandas mensais para mostrar a variação do uso em todo território nacional. E o conhecimento desta ferramenta pode ser de grande relevância para a gestão de recursos hídricos no setor agrícola brasileiro, contribuindo para o aprimoramento do uso da água, o desenvolvimento do país e a garantia de alimentos de maior qualidade.

2. O ciclo hidrológico e a agricultura irrigada
Ciclo hidrológico e a agricultura irrigada

O Brasil esta entre os dez países com a maior área irrigada do mundo e ainda tem um grande potencial de expansão. Comprovando isto, o estudo menciona dados concretos, como os avanços decorridos desde 1970 até agora, como intensificação da agricultura irrigada no semi-árido e a expansão para o Centro-Oeste. Em regiões que sofrem com a escassez continua deste recurso, como no Semi-Árido brasileiro, a irrigação é fundamental para viabilizar importante parte da agricultura. Ela supre necessidades que não são fornecidas pelas fontes naturais, visando o pleno desenvolvimento das culturas, na qual cada uma necessita uma quantidade específica de água, que também varia com as fases de seu desenvolvimento e com o clima local.

O Atlas Irrigação sistematiza, uniformiza e amplia esses esforços recentes, apresentando uma retrospectiva, um panorama atual e uma visão de futuro sobre a agricultura irrigada brasileira, com foco no levantamento de áreas irrigadas, no potencial de expansão e no uso da água. Como a atividade é dinâmica, o aprimoramento e a atualização dos dados e das análises permanecem como ação contínua. Conheça o Atlas da Irrigação aqui!

Vantagens do sistema de irrigação:

  • Elevação da renda do produtor rural e diminuição nos riscos de produção
  • Utilização do solo durante todo o ano com até três safras anuais
  • Modernização dos sistemas de produção, estimulando a introdução de novas tecnologias
  • Maior viabilidade para a criação de polos agroindustriais e abertura de novos mercados
  • Aumento da oferta e da regularidade de alimentos

6 fatos sobre a irrigação no Brasil:

  • O Brasil está entre os 10 países com maior área equipada para irrigação do mundo.
  • Atualmente, 6,95 milhões de hectares estão equipados para irrigação.
  • O crescimento tem sido forte e persistente nas últimas décadas, intensificando-se ainda mais nos últimos anos
  • A agricultura irrigada é bastante dinâmica e diversificada.
  • A irrigação ainda é pequena frente ao potencial estimado do País.
  • Muitos avanços ainda são necessários para melhor caracterização e monitoramento da atividade.

Fonte: ANA 

Gostei(1)Não Gostei(0)

Tem algo para acrescentar sobre esse post? Compartilhe com a gente!