5 cuidados essenciais para implementar uma estufa em sua propriedade

Calor excessivo, chuvas com volume acima do normal, secas prolongadas, granizo e geada são fatores ambientais que fazem parte da vida do produtor. Porém, as intempéries climáticas podem prejudicar tanto a qualidade quanto o rendimento das lavoura. Uma alternativa para enfrentar estas dificuldades, e que também é capaz de agregar valor ao produto, é o cultivo em ambiente protegido.

O cultivo protegido possibilita o controle de variáveis climáticas como temperatura, umidade do ar, radiação solar e vento. Esse controle garante benefícios na sanidade dos materiais,  possibilita o ganho de eficiência produtiva e a redução no efeito da sazonalidade, fazendo com que produtores possam oferecer produtos ao longo de períodos maiores.

As estufas são construídas a partir de diversos materiais, sendo os principais: alumínio, ferro galvanizado (de maior durabilidade) e madeira (geralmente eucalipto, de menor durabilidade). Elas são ideais para quem produz hortaliças de alto valor agregado, como tomates diferenciados, pimentões, mini pimentões e baby leafs, e apresentam ainda excelentes resultados para as mais variadas culturas, trazendo muitos ganhos aos produtores que investem nessa tecnologia.

5 cuidados essenciais para implementar uma estufa em sua propriedade
shutterstock_128995394

-Pé direito alto: Essa é uma questão fundamental para evitar que a estufa tenha um aquecimento exagerado, o que pode prejudicar as plantas. Quanto mais alta a cultura selecionada, consequentemente menor ventilação ela terá. Logo, quanto maiores as plantas, maior o pé direito a ser implementado, que garantirá a ventilação ideal para os materiais.

-Ventilação:
A ventilação é essencial para a sanidade das plantas. Além do pé direito alto, a ventilação pode ser garantida com a implementação de reforços na estufa, como é o caso de aberturas laterais e janelas. Elas ajudam muito na circulação do ar, especialmente quando se trabalha com telas de sombreamento. Neste caso, a tela geralmente retém acima de si o abafamento. Afastando a tela para o lado e abrindo a janela, é possível  garantir a renovação do ar e evitar o abafamento na estufa.

-Luminosidade: Influencia no crescimento e desenvolvimento da planta. Pode ser ajustada conforme o tipo de material que irá cobrir a estufa e a posição no terreno. Telas de sombreamento podem ser aplicadas conforme as necessidades de cada produtor e culturas escolhidas. Aqui você confere os diferentes tipos de tela de sombreamento e suas utilidades.  

-Temperatura: Tem ação direta nas funções vitais da planta, da germinação até a frutificação.É preciso ficar atento para evitar o excesso de temperaturas altas, trabalhando de acordo com as necessidades das culturas cultivadas.

– Atenção aos horários: Geralmente em regiões de climas bem demarcados  (inverno e verão), ao final da tarde é indicado fechar a estufa. Isso acontece pois o sol a aqueceu ao longo do dia,  e durante a noite (que usualmente é mais fria) as plantas seguem em temperatura controlada, não sofrendo com a friagem. No outro dia pela manhã, a recomendação é que cedo (entre 8h a 9h), dependendo do sol, o produtor abra a estufa e janelas para renovar o ar.

Conheça as vantagens da produção em cultivo protegido:

Tomates em sistema de tutoramento dentro de estufa, na Estação Experimental da ISLA Sementes, em Itapuã – RS-Aumenta a produtividade da cultura;
-Possibilita o controle do ambiente, permitindo a produção de diversas culturas em diferentes regiões e épocas do ano;
-Diminui o ciclo da planta;
-Reduz o consumo de água, já que o sistema fechado reduz a evapotranspiração;
-Proteção contra chuva, granizo e geadas;
-Controle do vento e da radiação solar;
-Possibilidade de produzir e comercializar produtos diferenciados, como babys leafs.
-Consumidores dispostos a pagar mais por produtos de qualidade, especialmente por hortaliças diferenciadas;
-Comercialização na época de entressafra;


Dicas de como melhorar o rendimento de uma produção com cultivo protegido:

Produção de mudas em cultivo protegido

– Telamento nas laterais, além do teto da estufa;
– Janela para ventilação;
– Isolar o chão. Implementar um piso auxilia em evitar o contato dos insetos com o solo;
– Fazer uma antessala antes de chegar na estufa, garantindo um espaço para limpeza de sapatos e mãos (reduzindo a possibilidade de contaminação das plantas).

Fonte: Embrapa Hortaliças 

Gostei(4)Não Gostei(1)

Tem algo para acrescentar sobre esse post? Compartilhe com a gente!