Saiba como implementar o Sistema de Cultivo Mínimo

Dentre as boas práticas olerículas de conservação do solo está o sistema de cultivo mínimo, que pode garantir maior sanidade das cultivares e excelentes resultados em campo. Situado entre o sistema de cultivo convencional e o sistema de plantio direto, ele consiste em criar condições para o melhor condicionamento de solo, o que impacta na estruturação deste, o melhorando significativamente. Os resultados, especialmente ao longo dos anos, são refletidos na maior e melhor produtividade dos materiais cultivados.

Este sistema tem como princípio utilizar o mínimo possível de máquinas agrícolas no solo, com finalidade de menor revolvimento e compactação deste. Para implementar, o produtor pode realizar o plantio de aveia e dessecá-la, por exemplo. A partir daí, se revolve o solo onde serão cultivadas as hortaliças e realiza o plantio destas.

Veja o relato do Gerente de Desenvolvimento de Produtos da ISLA Sementes, Claudio Nunes, e saiba como implementar o Sistema de Cultivo Mínimo em sua propriedade:

Dentre as vantagens dessa cobertura, está a diminuição de impactos da chuva na produção.  Em um ano chuvoso, que muitas vezes pode comprometer os resultados na hora da colheita, a camada amortece a chegada da chuva no solo. Ela também evita os respingos das gotas nas plantas, reduzindo, consequentemente, a propensão às doenças.

Outro fator primordial é o revolvimento, que proporciona boa umidade e torna o número de irrigações menor (incluso em períodos mais secos), acarretando na diminuição de gastos na produção e menor impacto no desperdício de água. Outra contribuição da palhada é a cobertura morta ter uma incidência bem menor de ervas daninhas, que podem comprometer o desempenho dos materiais no campo.


Plantio do Repolho Híbrido Blue Canyon em Sistema de Cultivo Mínimo

Vantagens: 

-Possibilidade de plantio em épocas chuvosas, o que pode significar a antecipação do plantio em até alguns meses

-Utilização mais intensa da área de plantio, já que o intervalo entre a colheita e o replantio é menor

-Redução da erosão

-Redução do uso de máquinas, implementos e combustível

-Controle de plantas daninhas


Cultivo de Alface Brava e Repolho Híbrido Blue Canyon em cultivo mínimo

Essa prática conservacionista vem ao longos dos anos ajudando o solo. Sua contribuição é muito significativa para as grandes culturas, e atualmente está sendo utilizada no cultivo de olerículas e apresentando excelentes resultados, especialmente para culturas como a da alface, tomate, pepino e melancias.

A conservação de solos reside em práticas que beneficiam a produção para que a planta tenha uma condição melhor, assim como o ambiente onde ela está sendo cultivada. Ela podem abranger o plantio direto, a boa irrigação, um bom manejo de fertilizantes, e até mesmo uma boa capina para que o ambiente seja favorável para o desenvolvimento da planta.

Gostei(12)Não Gostei(1)

Tem algo para acrescentar sobre esse post? Compartilhe com a gente!