Comunidade Hortifrúti: Benefícios da diversidade para a agricultura familiar

Diversificar a renda e produzir mais de uma cultura pode proporcionar o sucesso aos horticultores, especialmente para quem trabalha com agricultura familiar. Materiais com alto potencial, desempenho em campo e que se destacam por formatos diferenciados e sabores marcantes podem garantir oportunidades, conquistando novos consumidores, negócios locais como feiras ou mercados e vindo a abastecer a população via CEASAs. Além disto, a diversificação de culturas garante aos horticultores maior produção ao longo do ano e a possibilidade de comercialização em caso de uma cultura específica sofrer danos, o que aumenta as oportunidades de venda e torna a inserção no mercado mais viável.

 
Marcílio Drescher (Afubra) ressalta que diversificar culturas e investir no hortifrúti é uma excelente opção para pequenos produtores impulsionarem seus negócios

De acordo com Marcílio Drescher, Tesoureiro da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), diversificar é fundamental para os pequenos produtores. E essa foi uma das premissas que originaram o evento Expoagro Afubra, a maior feira do Brasil voltada para agricultura familiar, que desde 2001 incentiva a diversificação de cultura e inclusão de hortifrúti nas produções. “A Feira desde seu princípio de criação está voltada para trazer novas tecnologias para o pequeno agricultor. Primeiramente era para diversificar culturas que podem lhe servir de suprimento de uso próprio (em sua propriedade, para a sua alimentação de sua família). Mas hoje também já é voltado em diversificação para agregar renda na propriedade do pequeno produtor. Então esse é o foco principal”, expõe.


Investir em materiais diferenciados e de boa produtividade pode impulsionar pequenos produtores no mercado!

A região do município de Rio Pardo-RS, onde ocorre o evento Expoagro Afubra, é marcada pelo cultivo de tabaco. Para pequenos produtores que investem única e exclusivamente nele, nem sempre o negócio se torna rentável, e o investimento em novas culturas pode proporcionar melhor retorno. O desafio do cultivo apenas de fumo (assim como ocorre com outras culturas) consiste no ciclo do material, que faz com que os produtores tenham atividades durante apenas seis meses do ano. Além disto, o cultivo de uma cultura exclusiva torna as perdas mais significativas em caso de oscilações de preço no mercado, doenças na lavoura ou condições climáticas intensas. “Todo mundo dizia que se a gente parasse com o fumo íamos morrer de fome. Aí paramos com o fumo, começamos com tomate, pimentão, milho, feijão… E hoje estamos sobrevivendo melhor que antes”, relata o empresário rural de Criciúma-SC, Lindomar Milack.

  
Stand da ISLA Sementes durante a Expoagro Afubra 2017 apresentou novidades e tendências do mercado da horticultura, incentivando produtores familiares a investirem no cultivo de mais de uma cultura

Neste caso, uma forma de conciliar a renda é difundindo a diversificação e migrando para a multicultura, investindo em variedades de ciclo rápido e bom alcance no mercado, como é o caso das hortaliças. Outro aspecto positivo é que elas vêm se destacando cada vez mais, especialmente devido ao crescimento na busca dos consumidores por uma alimentação mais saudável.


Variedades de folhosas no stand da ISLA Sementes durante a Expoagro Afubra 2017

“Se for produtor de hortifrúti vai começar a vender para a sua vizinhança, para o mercadinho de sua cidade e vai começar a ficar um pouquinho maior e abastecer redes de supermercado. Esse é o negócio”, ressalta o engenheiro agrônomo de Sta. Cruz do Sul, Heini Cesar Holler. Segundo ele, o investimento em hortifrúti é uma boa alternativa de renda para pequenos agricultores que produzem fumo e buscam novas alternativas de lucro. “A rentabilidade do HF é muito maior que a do tabaco. Um hectare de tabaco dá uma renda líquida de R$12mil a R$13mil reais. Um hectare de tomate bem cultivado vai dar uma receita líquida de R$80mil a R$100mil. E dependendo da região, o tomate, por exemplo, você consegue fazer dois ciclos por ano”, destaca.


O Engenheiro agrônomo Heini Cesar Holler, de Sta. Cruz do Sul, ressalta a boa rentabilidade da comercialização de hortifrúti

Outro ponto positivo de abranger a diversidade de culturas é a possibilidade de colheita de uma variedade em caso de ausência da outra, ou também de colheitas rápidas. Como assinala Heini: “Na linha de HF se deu um granizo e perdeu todo o seu tomate você tem alface, cenoura, beterraba. Variedades que em 90 ou 100 dias você está colhendo e está entrando uma renda! E esse é o diferencial que precisamos na nossa região. E muitos produtores de tabaco estão enxergando isso. ‘Não vou tirar o tabaco de minha produção, mas vou entrar com outro produto’. E isso é a base de tudo, e muito rentável”.

O investimento em variedades e diferentes culturas garante maior segurança para os produtores, que não ficam engessados a uma cultura que tem renda única anual. E para alcançar bons resultados na hora da colheita, é fundamental que cuidados como investir na tecnologia em híbridos, manejo e técnicas para boa performance sejam algumas das prioridades dos horticultores. Conforme o relato do Diego Gaspar Diel, Coordenador Nacional de Vendas da ISLA Sementes, um dos grandes objetivos da empresa é mostrar aos produtores que há possibilidade de diversificação de materiais. “Hoje um dos principais momentos da horticultura e da agricultura, de forma geral, é a diversificação. Por exemplo: Eu sou produtor de tomate e em determinadas épocas ele está R$80 reais, em determinadas épocas está R$20. E independente dessa oscilação de preço preciso ter o meu produto o ano todo. E se tiver o ano todo eu vou acertar o momento, aquela janela, com uma condição comercial melhor”, exemplifica. “O cultivo de hortaliças de outras culturas pode agregar renda, e isso é muito positivo pois tem um mercado a parte onde pode oferecer este produto. E hoje os hortifrutigranjeiros são muito valorizados, tem uma demanda crescente em todo o mercado. E pequenas cidades, cidades maiores, tem um consumo cada vez maior de hortifrúti”, complementa Marcílio.

Quer saber mais sobre a Expoagro Afubra e conhecer novidades e variedades oferecidas para o sucesso da horticultura familiar? Então não deixe de conferir o quarto episódio do programa Comunidade Hortifrúti! Assista ao episódio na íntegra:

E para conhecer mais sobre variedades de hortaliças indicadas para os pequenos produtores, confira este conteúdo!

Gostei(4)Não Gostei(1)

Tem algo para acrescentar sobre esse post? Compartilhe com a gente!