Dica de manejo para a aceitação de pepino japonês no mercado

O pepino do tipo japonês se caracteriza por frutos alongados e de coloração verde escura, com a presença de espinhos brancos, sendo colhidos quando os mesmos atingem cerca de 20 a 30 cm de comprimento. Muito aceito por mercados exigentes, ele possui um sabor agradável e protagoniza saladas e conservas!


Pepino Híbrido Nagai Japonês, da ISLA Sementes, no padrão ideal para comercialização

Um dica importante para os produtores rurais que trabalham com este material, especialmente nas épocas de verão, é o cuidado com a deficiência de Potássio. Esta altera o formato dos frutos e impacta na comercialização destes, prejudicando a sua aceitação no mercado. “Isso normalmente ocorre no verão pois a planta precisa e vai assimilar mais potássio. E com isso você tem uma planta que pode fugir do padrão de mercado, que fica curvada ao invés de reta. Controlando a nutrição você evita esse problema de o material ficar torto”, explica o Gerente de Desenvolvimento de Produtos da ISLA Sementes, Claudio Nunes. Segundo ele, o produtor pode prestar atenção no padrão de frutos da planta, e a partir disso constatar se eles estão mantendo uma similaridade ou não. Em caso de estarem curvados, em formato de C, é indicado que os produtores fiquem atentos e corrijam a nutrição que estão utilizando, aumentando as dosagens de nitrato de potássio e gerando maior equilíbrio entre os nutrientes, o que proporciona que os pepinos alcancem a uniformidade.

A deficiência de potássio causa nas frutas uma característica bastante marcante, que é o formato bojudo. O potássio é o elemento mais consumido pela cultura, e tem várias funções dentro da mesma. Pra evitar que deficiência ocorra, é indicada uma relação adequada dos nutrientes para tirar o máximo potencial da planta. O padrão que o mercado busca é uma fruta reta, com bom preenchimento total.

Saiba como evitar a deficiência de Potássio em pepinos:

Confira como é feito o manejo que garante boa aceitação de pepino japonês no mercado:

Em caso de dúvidas sobre as concentrações ideias para a sua lavoura, entre em contato um técnico agrícola de sua região. Ele saberá avaliar o caso específico de sua propriedade e realizar uma recomendação precisa sobre como fazer o manejo na sua área. 

 

Gostei(1)Não Gostei(0)

Tem algo para acrescentar sobre esse post? Compartilhe com a gente!