Novos horticultores apostam em hortaliças inusitadas para conquistar mercados

Hortaliças com formatos inusitados e cores diferentes das tradicionais despertam a curiosidade dos clientes e ajudam horticultores a conquistar novos espaços.

A preocupação com uma alimentação mais saudável tem se tornado prioridade para um número cada vez maior de pessoas, que também tem dedicado mais tempo ao preparo de sua própria comida, dado o novo contexto que estamos vivendo. 

O resultado dessa combinação é um momento de descoberta, curiosidade e mais atenção voltada para as hortaliças, que tem levado muitas pessoas a começar a empreender no ramo da horticultura. Para se destacar entre e oferecer mais variedade para seus clientes, alguns produtores têm apostado em materiais inusitados que agregam valor e aumentam a rentabilidade. 

NUME ESPAÇO BOTÂNICO: ORNAMENTAIS E HORTALIÇAS INUSITADAS PRODUZIDOS EM SISTEMA AGROFLORESTAL

Localizado em Botucatu – SP está o Nume Espaço Botânico. Uma agrofloresta próxima da cidade comandada pela Lenise Baldini e pelo Guilherme Araujo que nasceu com o objetivo de ser um espaço cercado por plantas ornamentais não convencionais onde os visitantes poderiam conhecer novas espécies e experimentar hortaliças que ainda são desconhecidas para grande parte do público consumidor.

Lenise e Guilherme – Nume Espaço Botânico

A construção desse espaço ainda não tinha começado quando as medidas restritivas impostas pela pandemia exigiram mudanças drásticas dos planos:

“A princípio não começamos a construir nosso estabelecimento porém tínhamos produção. Precisávamos escoar isso de alguma maneira, foi aí que em abril vieram as cestas semanais. Precisávamos encaixar a nossa produção, contudo não podíamos fugir da nossa proposta inicial. Reduzimos as ornamentais mas tínhamos uma horta que precisava de escoamento. Por isso começamos a vender as cestas.”

Cesta de hortaliças enviada para os clientes

Semanalmente, são preparadas cestas com hortaliças para todos os clientes cadastrados, que recebem tudo que foi produzido pela agrofloresta naquele período. Junto com as hortaliças convencionais, os assinantes também recebem hortaliças que chamam a atenção por suas cores e formatos inusitados além de flores comestíveis, que estão fazendo muito sucesso.

A escolha por oferecer alimentos diferenciados foi uma decisão estratégica tomada pelo casal, que buscou manter a proposta de proporcionar a descoberta de novidades:

“No final das contas, isso acabou virando um diferencial. Se eu fosse mais uma agrofloresta que tivesse os mesmos produtos, eu só seria mais um. As pessoas começaram a se interessar e a querer provar. Tem gente que pede a cesta só pra provar algo diferente que viu no nosso instagram, por exemplo”. 

Agrofloresta da Nume

HORTALIÇAS INUSITADAS

Conheça abaixo alguns materiais diferenciados produzidos na agrofloresta do Nume e que tem chamado a atenção dos clientes:

Rabanete Quíron (melancia)
Rabanete Quíron (Melancia)
Abobrinha BRS brasileirinha
Abobrinha BRS Brasileirinha
Couve-rabano roxa
Couve-rabano roxa
Rabanete Ulisses (preto)
Almeirão de cabeça vermelho
Almeirão de cabeça Vermelho
Quiabo roxo carcará
Na esquerda, Quiabo Carcará
Couve Kale Arizona em consórcio com flores
mix de hortaliças inusitadas distribuídas aos clientes
Produção diversificada garantida pelo sistema agroflorestal

FLORES DE CORTE E FLORES COMESTÍVEIS

De acordo com a Lenise, primeiramente os canteiros de flores comestíveis começaram tímidos mas hoje já contam com sua clientela cativa: chefs, cozinheiros e confeiteiros da região estão adorando a novidade. Além das comestíveis, a Nume também viu uma oportunidade nas flores de corte, produto com alto valor agregado e com boa saída entre os clientes.

Centáurea Cyanus, variedade de flor comestível produzida na agrofloresta

“Eu vendo super bem as flores, é uma coisa que dá mais retorno financeiro que as hortaliças, agrega um pouco mais de valor e o pessoal gosta bastante. O pessoal ficou encantado com a zínia pela cor, bem viva, variedade incrível de tonalidades” afirma Lenise

Buquê de flores de corte, entre elas Zínias e Gonfrena Globus

Clique aqui para conhecer o Nume no instagram.

ERVA-SAL: QUANDO MICROVERDES ENCONTRAM A MODA E O DESIGN 

Em 2017, Ellen Trindade se mudava de Salvador para Vitória da Conquista no interior da Bahia, onde foi morar em um sítio com a família, após trabalhar por cerca de 12 anos com design de moda.

Ellen e sua produção de Microverdes em Vitória da Conquista – BA

Até o começo da pandemia, Ellen atuava no setor de eventos, mercado drasticamente afetado pelas medidas restritivas impostas pela nova realidade. A proximidade com o campo foi responsável por instigar a curiosidade da produtora, que nunca tinha tido nenhum contato com microverdes até março de 2020:

“Em março a pandemia de COVID-19 chegou ao Brasil e fui diretamente afetada por trabalhar no setor de eventos, fiquei sem dinheiro mas com tempo de sobra para antecipar testes e estudos, não parei mais. As primeiras 4 bandejas que plantei deram bem certo e achei que tinha jeito pra coisa, me empolguei, criei uma logomarca num app gratuito, comecei a vender para conhecidos através das redes sociais e fui crescendo dentro disso. “

Produção de microverdes em ambiente fechado com iluminação artificial

Introduzir os microverdes no interior da Bahia tem sido um trabalho multifacetado para a produtora. Existem diversas formas de produzir microverdes, possibilidades infinitas e métodos variados, que podem e devem ser adaptados levando em conta as características individuais do produtor e da região em que se situa. 

“Optei por cultivar num sistema indoor com lâmpadas artificiais para conseguir manter uma padronização independente das condições climáticas mas há muito o que ser feito ainda, é preciso automatizar a irrigação e pensar formas de otimizar a produção que demanda atenção por serem tão jovens e densamente cultivadas. Um ponto positivo é o ciclo curto entre a semeadura e colheita que possibilita o exercício da repetição e aquele erro da semana passada já vira experiência para a próxima.”

Embalamento de microverdes produzidos
Bandeja com mix de microverdes
Bandeja com mix de microverdes

DESENHANDO COM MICROVERDES

Para manter acesa a criatividade adquirida em 12 anos no mercado da moda, Ellen manipula os elementos da produção de microverdes para criar desenhos e cores diferentes em sua produção. 

“Você está alí, naquele cultivo diário, experimentando, tomando nota, observando cada detalhe, percebe todas as formas, cores, tons de cores que vão se transformando e pensa que dá pra fazer desenhos com isso. Dá para ‘pintar’ as plantas com a luz do sol ou com painéis de LED e as cores realmente mudam! Dá para manter no escuro e não ativar a clorofila delas, deixando desbotadas. É um tipo de ciência empírica que me proponho a fazer apenas porque é bonito de ver o processo, de ver pronto. Eu vim do design, da moda, atuei com criação objetos, com artesanato e essa bagagem influência muito espontaneamente a experiência com microverdes. Tenho vontade de apresentar algo que tenha alma, que seja inovador, que as pessoas vejam e pensem: Maneiro isso, quero comer!”

Desenhando com sementes e exposição de luz. Microverdes de milho no centro e rúcula.
Desenhando com sementes e exposição de luz. Microverdes de milho no centro e rúcula.
Desenho de bandejas de microverdes com plantas de cores diferentes
Mix de microverdes, proposta diferenciada
Mix de microverdes, proposta diferenciada 

Conheça a ERVA-SAL e seu belo trabalho clicando aqui

Que tal investir em novas cores, sabores, formatos e explorar novos públicos? Use a criatividade e explore as diversas possibilidades que a diversidade de hortaliças disponíveis no mercado possibilita. 

Conheça o portfolio completo de sementes da ISLA acessando o site www.isla.com.br e comece a planejar a sua próxima safra com produtos diferenciados para conquistar novos públicos para o seu negócio. 

Os pedidos podem ser realizados diretamente pelo whatsapp 51 9133-4236

Tem algo para acrescentar sobre esse post? Compartilhe com a gente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *