Alcachofra: uma flor para o Brasil descobrir

Hoje vamos falar sobre uma flor super saborosa e que tem tudo para enfeitar cada vez mais as lavouras e as mesas brasileiras. Considerada até poucos anos um prato exótico, a alcachofra é uma hortaliça ainda pouco explorada tanto pelos produtores como pela culinária brasileira. Com visual único, o material merece ser descoberto e valorizado, tanto pelo seu sabor diferenciado quanto por suas qualidades nutricionais e fitoterápicas. Além de garantir novas possibilidades de alimentação, a cultivar garante oportunidades aos horticultores, que  podem atingir novos públicos, trabalhar com alto valor agregado e estimular um consumo mais saudável no Brasil.

A alcachofra é nativa do sul da Europa e norte da África, e chegou em terras brasileiras há cerca de cem anos, trazida pelos imigrantes europeus. Seu coração é a parte mais apreciada por quem consome a cultivar, e é possível apostar em receitas como risotos, molhos para macarrão, recheios veganos para pastéis e bolinhos e até mesmo na versão recheada da alcachofra. O mais comum é consumir cozinhando a planta em água e sal, até que as brácteas (pétalas) estejam tenras. A alcachofra possui propriedades fitoterápticas, sendo indicada para problemas do fígado, como diurético e no combate ao colesterol.

A alcachofra é uma planta perene, produzindo durante vários anos. Ela atinge de 90 a 120cm de altura. A época de plantio vai de fevereiro a maio na região Sul do Brasil. A indicação é que as sementes devem ser semeadas em bandejas em local protegido. Com nove centímetros, as mudas devem ser transplantadas para o local definitivo, deixando-se 1m de espaço entre linhas e 80cm entre plantas. O ciclo até o início da colheita é de 120 a 150 dias, e cada planta produz cerca de 4 flores.

Dicas para o sucesso no cultivo de alcachofras

Temperatura:  É uma planta que aprecia clima ameno, com temperaturas em torno de 20ºC em regiões úmidas. Em climas mais quentes, a planta se desenvolve bem, mas não forma os botões florais comestíveis. A cultura da alcachofra é muito delicada, a planta exige a média de temperatura de 19º graus Celsius. Ela não vai bem em lugares quentes, onde o termômetro sobe acima de 32º , e também tem dificuldades em locais demarcados por muito frio, como, por exemplo, -5º. Apesar disso, é necessário cuidado com a incidência de sol direto na flor, que pode mudar a cor típica do produto. Para tanto, horticultores podem cobrir a flor com jornal, por exemplo, ou investirem no cultivo protegido e telados que auxiliem no controle da luminosidade direta.

Solo: A alcachofra gosta de terrenos férteis e bem drenados, ela não suporta encharcamento.

Irrigação: O cuidado com a irrigação é fundamental para o bom desenvolvimento da planta. É preciso analisar o solo da região e evitar encharcamento, que pode acarretar na morte da cultivar. Além disso, é preciso cuidar para que a terra não caia no broto central da muda, que é muito sensível, podendo ter seu desenvolvimento afetado.

Para saber mais sobre essa variedade e adquirir as sementes, acesse www.isla.com.br! Ou adquira pelo 0800 709 5050 ou via Whatsapp no (51) 98412 – 8415 🙂 As sementes também estão disponíveis em lojas, supermercados e agropecuárias de todo o Brasil!

Gostei(12)Não Gostei(0)

Tem algo para acrescentar sobre esse post? Compartilhe com a gente!